A TALENTOSA VIOLINISTA ALISSA NARGULIS, QUE O THE GUARDIAN DESCREVE COMO “EXCECIONAL”, É A SOLISTA CONVIDADA.

A Orquestra Clássica da Madeira apresenta-se hoje em palco, pelas 18h, no Teatro Baltazar Dias. O concerto estará sob a batuta do prestigiado maestro Ariel Zuckermann e conta também com a especial participação da virtuosa violinista Alissa Margulis. O programa contempla obras de Ludwing Van Beethoven, Abertura “Egmont” Op.84 e a Sonfonia Nr. 7 em La Maior Op.92 e , do compositor russo Serguei Prokofiev, o Concerto para violino e orquestra Nr. I Op.19.

Ariel Zuckermann, nascido em Israel, é um dos mais requisitados maestros da nova geração. Estudou Direcção com o lendário Jorma Panula, na Royal Music Academy of Stockholm, e mais tarde com Bruno Weil, na Munich´s Musikhochule, onde se graduou em 2004. Em 2007 foi nomeado Director Musical da destacada Georgian Chamber Orchestra. Na Temporada de 204/2015, Zuckermann estreou-se com a Haydn Orchestra de Bolzano e Trento, com a Orquestra Filarmónica de Minha Gerais e com a Orquestra Sinfónica de Munique.

Vencedor de inúmeras competições internacionais, Ariel Zuekermann, iniciou a sua carreira musical como flautista.

Relativamente à solista convidada, Alissa Margulis, o The Guardian descreve a sua maneira de tocar como “excecional”, Ivry Gitlis elogia-a como “uma revelação” e Martha Argerich considera-a de “forte personalidade musical”. Apreciada por performances expressivas e muito emocionais, Alissa Margullis  toca regularmente em importantes salas de concerto, como Palais des Beaux  Arts, em Bruxelas, a Colónia Filarmónica ou o Musikverein de Viena.

Nascida na Alemanha, numa familia de músicos russos, estudou em Colónia, em Bruxelas em Viena, tendo feito a sua primeira apresentação pública aos sete anos. Em 2002 foi galardoada com o prémio “Pro Europa”, da European Arts Foundation, e em 2004 recebeu o galardão “Nouvelle Artiste”, da Juventutis festival em Cambrai.

Jornal da Madeira, 28 de Maio de 2016.